Revista DBO | Brazilian Beef, uma conquista

Numa retrospectiva relacionada aos 40 anos da DBO, o presidente da Abiec, Antônio Camardelli, destaca os avanços da indústria frigorífica no período até o salto que levou o Brasil a líder mundial nas exportações de carne

Formado em veterinária pela PUC do Rio Grande do Sul, Antônio Camardelli fez carreira no setor público, exercendo cargos importantes no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) antes de se tornar executivo e comandar, por duas vezes, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), hoje com 39 associados.

Ele foi testemunha ocular tanto do desenvolvimento da pecuária e do serviço de inspeção sanitária oficial, quanto da saga memorável do Brazilian Beef pelas mais exóticas regiões do globo. Em curto período, a carne brasileira assumiu a liderança no mercado internacional, fazendo história. De pouco mais de 150.000 t/ano exportadas em 1997 para 90 países, passamos para 1,846 milhão de t e 155 destinos, em 2021, obtendo receita de US$ 2,874 bilhões.

Essa pujante indústria tem longa trajetória, desde o século XIX, com as charqueadas gaúchas, passando pelas companhias de capital estrangeiro, até chegar aos grandes grupos de capital aberto atuais, como mostra o livro “Brasil de carne e osso”, sobre a indústria frigorífica nacional, publicado pela Abiec em 2015.

Como parte das comemorações dos 40 anos de DBO, a editora Maristela Franco conversou com Antônio Camardelli sobre a evolução do setor nesse período (1980 a 2022), aproveitando brechas em sua lotada agenda de compromissos, entre São Paulo, Brasília e Canadá, país recém-aberto à carne bovina brasileira que ele visitou em abril. Confira.

A matéria na íntegra está disponível para assinantes no portal DBO: https://www.portaldbo.com.br/revista-dbo-brazilian-beef-uma-conquista/

Fonte do texto: Revista DBO

Foto: divulgação ABIEC