História

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) é hoje um dos principais exemplos da importância e da força do associativismo no contexto global.
Em 1979, a participação do Brasil no mercado mundial da carne ainda era incipiente, marcada por uma série de exigências e protecionismos.
Além de defender os interesses dos associados e estimular o desenvolvimento técnico, profissional e social das empresas, a ABIEC tem trabalhado junto com os governos estaduais e Federal na execução dos programas sanitários (saúde pública e sanidade animal), através de comitês técnicos.
Todo associativismo requer esforço e dedicação. Ao cumprir todas as etapas, os resultados são positivos e as conquistas uma realidade.
Há cerca de quinze anos, a carne brasileira não estava na pauta dos assuntos discutidos nos fóruns internacionais. Vendíamos pouco mais de US$ 600 milhões por ano. Hoje a realidade é outra. Em 2017, o Brasil atingiu a cifra de aproximadamente US$ 6,3 bilhões, aumentando em mais de 10 vezes o valor de suas exportações.
Criada em 1979, a partir da necessidade que os exportadores de carne sentiram de uma atuação focada e mais agressiva na defesa de seus interesses específicos, a ABIEC se tornou a principal representante do setor nas áreas internacionais de regulamentação comercial, exigências sanitárias e abertura de mercados.
A criação da ABIEC representou um marco para o setor e para a economia brasileira, pois a instituição deu voz aos associados e facilitou a sua interlocução com entidades governamentais nacionais, outras entidades de classe e organismos internacionais.
O Brasil estabeleceu acordos sanitários com vários países, ao mesmo tempo em que o setor produtivo e a ABIEC aceleraram sua profissionalização, buscando com êxito novos mercados.
Em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a ABIEC e seus associados têm participado de feiras internacionais, como a SIAL, em Paris (França); Sial China, em Xangai (China), Prodexpo, em Moscou (Rússia), Gulfood em Dubai (Emirados Árabes Unidos), e a Anuga, em Colônia (Alemanha), além de ter realizado workshops em parceria com embaixadas brasileiras pelo mundo, e receber autoridades e formadores de opinião que visitam a cadeia produtiva da carne com o objetivo de promover o produto brasileiro no exterior.
É com este cenário que a ABIEC está trabalhando e continuará lutando para fortalecer a imagem de seus associados e do Brasil no exigente mercado mundial.

Missão

Defender os interesses do setor exportador de carne bovina nos âmbitos nacional e internacional.

Engendrar esforços para a redução das barreiras comerciais tarifárias e não-tarifárias e promover os produtos brasileiros e a imagem do País no exterior com vistas à abertura e consolidação de mercados.

Garantir a representação do setor nos fóruns nacionais e internacionais de modo a influenciar a tomada de decisões e o processo normativo e legislativo que afetam o comércio internacional de carnes bovinas.

Objetivos

Congregar, coordenar, representar e defender os interesses das indústrias exportadoras de carnes industrializadas e "in natura" de todo o país, promovendo estudos e buscando soluções para os problemas gerais e específicos da classe junto a órgãos públicos ou privados;
1
Promover campanhas de esclarecimento de opinião pública sobre questões ligadas à exportação de carnes;
2
Colaborar com os poderes públicos e outras entidades de classe em tudo que se relacionar com os mercados interno e externo de carnes;
3
Interceder, em caráter conciliatório, quando solicitada, para solucionar divergências entre seus associados ou entre eles e outros exportadores;
4
Promover reuniões, congressos e exposições, visando o desenvolvimento das exportações de carnes;
5
Colaborar com terceiros, inclusive com entidades estrangeiras de objetivos análogos, em estudos e pesquisas sobre problemas vinculados às exportações de carnes;
6
Organizar e oferecer aos seus associados serviços e assistência relacionados com os peculiares interesses da atividade de exportação de carnes;
7
Promover a carne bovina brasileira através do Programa de Marketing "Brazilian Beef", por meio da participação em feiras, realização de workshops, e quaisquer eventos que venham a auxiliar na disseminação da marca pelo mundo, para que o Brasil se consolide no topo do ranking mundial de exportadores de carne bovina;
8
Aumentar o número de mercados compradores da carne bovina brasileira.
9

Conselho

Aprovado em Assembléia Geral Ordinária e Extraordinária de 13 de dezembro de 2018

Membros:
frialto
Frialto
frigol
Frigol S.A.
jbs
JBS
marfrig
Marfrig Alim. S.A.
minerva
Minerva S.A.
plena
Plena

Equipe

Conheça nossa equipe:

PRESIDENTE

Antonio Jorge Camardelli

DIRETORA-EXECUTIVA

Liège Vergili Nogueira

SECRETÁRIA EXECUTIVA

Paula Klemig Fleissig

APOIO

Maria José de França

ÁREA TÉCNICA

Cinthia Torres

Débora Mancini

Sayuri Suzuki

Selma Acácia de Oliveira

Jessyka Carvalho

COMUNICAÇÃO

Eduardo Savanachi

FINANCEIRO

Fabiano M. Conigiero

Taís Cardoso Cardona

INTELIGÊNCIA DE MERCADO

Gabriela Tonini

Simone Gonçalves 

RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

Carlos Rogério Franco

RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Paulo Ricardo Campani

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Lhais Sparvoli

Estatuto

Estatuto 2018 em formato PDF.

Clique no botão abaixo para visualizar em seu navegador.